quinta-feira, 27 de agosto de 2015

RESENHA Espadas & Punhais pelo Blog Mundos Colidem

Olá pessoal, hoje estou aqui para postar o resultado do playtest do RPG Espadas & Punhais feito pela galera do blog Mundos Colidem. Eles fizeram uma resenha apontando as impressões do grupo sobre o jogo e como não poderia deixar de ser, o texto será reproduzido aqui na íntegra. Então, sem mais delongas...





Hello cambada, aqui quem fala é o Tretomancer Nicholas novamente; agora estamos aqui pra falar de um RPG brazuca  e em fase de testes chamado Espadas & Punhais, do autor Álvaro Botelho. Você pode baixar uma cópia gratuita em PDF clicando aqui.
O sistema usa dados de seis faces (D6 pros íntimos), sendo três para construção de personagem e dois para as rolagens de teste durante o jogo. E&P tem quatro atributos: Força, Agilidade, Espírito e Porte — gerando subatributos que ele chama de Vitalidade, Esperança, Combate Ativo e Passivo, Armadura, Iniciativa e Movimento. As raças básicas de jogos medievais estão presentes, como elfos, anões, halflings e humanos, cada um com seus benefícios — além das classes básicas Guerreiro, Clérigo, Gatuno (ladrão) e o Mago.
Um Resumo do Sistema
A construção de personagens é feita rolando-se 3d6 para cada atributo e retirando o dado de resultado mais baixo. A partir daí o jogo usa somente 2d6 para atacar e fazer testes. Cada classe pode escolher um talento no inicio do jogo e comprar outros depois com “pontos de evolução”. Enfim, um RPG medieval — que eu conheça — no qual não há níveis.
As magias são um diferencial no jogo — começo dizendo que no jogo ela é conhecida como Fogo Secreto, a energia abstrata que rege todas as coisas. Existem 3 tradições mágicas que estudam essa energia: Tradição de Inflição, Tradição de Benção e a Tradição de Maldição, cada uma com seu Paradoxo (que adiciona efeitos diversos para simular a aleatoriedade dessa energia).
As ações no jogo são duas, ação mínima e ação padrão e os testes são Jogadas de Atributo ouJogadas de Combate, onde existem a Vantagem e a Desvantagem — onde um é rolado com um dado a mais e se escolhem os melhores ou os piores resultados.
Os monstros lembram os do Dungeon World, bem resumidos e com atributos próprios.
Meu Parecer Sobre o Sistema
Apesar de alguns erros de gramática e faltar alguns textos no playtest (claro que não seria tudo perfeito, pois é umplaytest ainda), E&P foi satisfatório. Na aventura que rolei para esse playtest — onde os jogadores teriam de adentrar a floresta e matar dois gigantes numa caverna na montanha — surgiram alguns problemas, devido à demora na busca das tabelas e da abstração na magia. Eu e os jogadores também sentimos falta de um limitador (as tradições e seu paradoxo não foram o suficiente), mas nos sentimos confortáveis com o resto do sistema, sem testes demorados com cálculos.
Espero que esse sistema vingue e o povo se divirta com ele.
Bom é isso galera, até a próxima. 

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Crônicas do Espaço Selvagem: Novo Capítulo




Olá pessoal! Como estão? 

No post de hoje, gostaria de dar continuidade a divulgação do romance que estou escrevendo, o Crônicas do Espaço Selvagem. Este romance é baseado no meu cenário de campanha para Space Dragon e você pode acompanhá-lo através deste LINK onde os capítulos anteriores estão disponíveis. Sem mais delongas, vamos para a história.

DAN

Naquela noite, o plano seria realizado. A troca de monitores ocorreria em vinte minutos e duraria por volta de três à cinco, o tempo disponível para chegar as plataformas de convívio sem ser notado. Lá, Dan teria de vencer o medo e pular para a plataforma de expelição de fumaça, um salto de 3 metros. Se chegasse ao chão inteiro, deveria correr por uma centena de metros, torcendo para que nenhum resíduo corrosivo fosse expelido no ar ou que os guardas, os androides ou drones armados não o percebessem. Não tinha dúvidas que o plano arriscado era ariscado, mas a recompensa valeria a pena.

Pôs sobre o ombro a pequena trouxa de pano onde colocara mais uma muda de roupa e seguiu deixando para trás o pequeno cubículo e seu beliche de metal que por exatos dez anos havia sido o quarto partilhado com Baltasar. Pensou no amigo e refletiu se não estaria sendo covarde em deixá-lo daquela forma, concluiu que não, pois ele estava cego e por mais que gostasse dele, Dan sabia que ele nunca o seguiria para o deserto, por ingenuidade Baltasar havia escolhido um lado diferente e talvez até tentasse impedir o plano de alguma forma, se não fosse tão tímido e covarde, o que era uma sorte.

A caminhada seria solitária e a única coisa na qual poderia depositar sua esperança era a possibilidade do destino sorrir, mas não havia espaço para a covardia. Todos que ficassem morreriam. Dan seguiu até o fim do corredor das portas dos dormitórios, esbarrando em alguns dos seus companheiros de galpão e os abandonando antes que perguntas pudessem se feitas, por fim, transpassou a porta e tomou um desvio a direita, um caminho que poucos candidatos do Programa de Cidadania Sideral conheciam.

O caminho estreitava-se pouco a pouco. Não era feito para humanos, mas provavelmente para robôs de limpeza, mas não importava, pois Dan era flexível e quando andar se tornava difícil, arrastar o corpo esguio como uma serpente se mostrava uma ótima solução, mesmo com as escoriações resultantes da passagem. Havia descoberto aquele caminho há cinco anos, na primeira noite em que deixou de ir ao refeitório e quando chegou ao seu fim, sentiu-se alegre pela oportunidade de testemunhar o céu noturno pela primeira vez desde que chegara nas instalações da Meliora. Naquele momento entendeu que estava em uma prisão e que aquela trilha secreta seria, quando o tempo chegasse, o seu caminho para longe dali.

Sentindo a barriga arder, Dan olhou as mãos tingida de riscos vermelhos, o vento noturno trazia ao seu rosto suado o frio do deserto que o aguardava em sua paciência feita de areias vermelhas.

- Quer uma ajuda para se levantar?-

Escutou Dan, enquanto se preparava para colocar-se de pé e correr. Palavras soltas como gargalhadas, Merda! Falou Dan. Um segundo após se calar, uma protuberância branca tomou sua visão, causando uma dor aguda atrás dos olhos, transformando todas as imagens do mundo em densa escuridão. Sua bochecha vibrou e entro dentro de sua face, as mãos desprenderam-se do chão e o seu corpo pareceu girar. A boca encharcou-se de sangue quente.

- O que foi garoto, não consegue se levantar? Está tomando um pouco de ar para continuar sua viagem? Deixe-me ajudá-lo a descer até o deserto.

Sem forças para se por de pé, Dan se arrastou, tateando o chão, buscando a abertura pela qual saíra, mas seu movimento era inútil. Sentiu dedos percorrendo seu cabelo como se fossem serpentes, enlaçando as mexas até segurá-las firmemente e puxá-las para trás. A mão empurrou seu rosto em direção ao chão, Dan tentou resistir mas fraquejou e não demorou para que toda sua face latejasse e sangrasse ao ser usada como um esfregão.

- Já desistiu de conhecer as imponentes dunas vermelhas? Eu não acredito nisso.
As mãos enormes ergueram seu corpo de maneira desajeitada, Dan podia sentir cada centímetro do seu corpo gritar naquele cortejo. O vento açoitava-lhe enquanto o cortejo seguia vagaroso em direção talvez à beira da plataforma de onde seria jogado como lixo.

- Melhor você parar – disse alguém
- Por que deveria? Você sabe qual é o tratamento dado aos imbecis.
- Não esse. O chefe quer ele vivo.

O homem o largou no chão e suas vértebras gemeram.

- Tenho pena de você, garoto. Quando Geertz pegá-lo, preferirá ter sido jogado nos expelidores.


quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Espadas & Punhais o RPG - Raças: Troca Peles



Olá  amigos e amigas! Como vocês já sabem, eu estou desenvolvendo meu próprio jogo de Fantasia e postei alguns dias atrás um pequeno Fast Play ( BAIXE AQUI). No artigo de hoje, apresento uma das raças que irão compor o livro de regras completas que já está sendo escrito, espero que gostem e não esqueçam de comentar. 

Troca peles
os troca peles são seres com uma ligação sobrenatural com o mundo dos animais, pois caminham entre o mundo selvagem e o mundo da civilização. Para alguns, esta raça e o casamento misto com humanos são a causa da origem do que ficou conhecido como a maldição da licantropia, no entanto, não existem provas que tal teoria seja verdadeira. Em geral, para o padrão da maioria dos outros povos, os Troca Peles são considerados menos civilizados, pois não constroem reinos, impérios ou cidades. Suas comunidades são conhecidas como arraiais, onde eles habitam em tendas, a divisão política é feita por clãs que por sua vez obedecem o mais velho no arraial como líder político e também espiritual. Os troca peles são um povo seminômade, acostumado com a dura vida nas regiões selvagens, sem ambições aparentes e amantes da simplicidade, os troca peles são introspectivos entre aqueles que não são os seus, mas podem se tornar aliados de valor, se entenderem que os seus consortes são dignos o bastante em seus próprios padrões. A aparência de um troca peles é semelhante aquela de um humano, no entanto sua pele é mais avermelhada, os cabelos são negros e lisos e suas roupas são simples, geralmente feita com couro de animais. Um olhar atento também perceberá características animalescas misturadas a tal aparência, o que é uma consequência direta de sua habilidade de metamorfose.Os Troca peles não vivem muito, atinge a maturidade aos quinze anos de vida e vivem até aproximadamente uns 60 anos.
Classes Comuns aos Troca Peles
Por terem uma cultura bastante ligada a natureza e suas forças, aventureiros Troca Peles serão usualmente Rangers, Druidas, Xamãs e Bárbaros. Algumas tribos podem apresentar guerreiros e ladinos, principalmente aquelas com maior contato com outros povos, raramente se encontram entre os aventureiros Troca Peles Artistas Marciais especializados na luta criada por este povo.
Classes Incomuns aos Troca Peles
Por entenderem a religião de uma maneira mais simples do que os outros povos, não é o comum entre a cultura dos Troca Peles a existência de clérigos ou paladinos. A noção de magia como algo para além das forças naturais também lhe é estranha e portanto Bardos e Magos são classes alheias a essa cultura. Por fim, não há nas raízes culturais deste povo um entendimento claro das disciplinas psíquicas o que os afasta também da classe Psiquista.
Idiomas
Os Troca Peles tem uma linguagem própria que tem por nome Aiapó, mas por questões de necessidade, eles também aprendem o idioma comum.

Nomes Masculinos: Ruoni, Rudá, Endi, Anori, Airão
Nomes Femininos: Inã, Oquena, Zaltana, Dena, Eora
Movimento: 9 metros
Bônus de Vitalidade: +3

Talentos Raciais do Troca Peles

Metamorfose: Um Troca Peles pode se transformar em um dos animais descritos na tabela, conforme seus atributos. Em termos de jogo a ficha do personagem continua a mesma, a transformação pode durar algum tempo, devendo o mestre determinar quanto tempo. Em questões de combate e equipamento, todo armamento, armadura e equipamento de um Troca peles deve ser abandonado antes que ele se metamorfoseie, caso use a habilidade em combate, os valores de combate permanecem os mesmos, no entanto o dano  segue o descrito na tabela.

Animal
Maior Valor em Atributo
Propriedades
Coruja/ Corvo
Espírito
Capacidade de Voo/ Dano por bicada 1D+2
Lobo/ Raposa
Porte
+1 metro em deslocamento/ Dano por Mordida e Garras 2D+3
Urso/ Búfalo
Força
Dano por Chifrada ou Garras+4
Gato/ Rato
Agilidade
+3 metros em deslocamento/ Dano por mordida e arranhão 1D+2

Sentidos Aguçados: Por ter sangue animal em suas veias, um Troca Peles recebe um bônus de + 2 em todos os testes de Espírito relacionados a percepção

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

5 Razões que me Fizeram Escolher Jogos Old School




Olá pessoal, estamos de volta com mais um post e desta vez eu apresentarei cinco razões que me fizeram deixar de lado jogos mais robustos e com uma pegada mais épica por RPGs com uma atmosfera mais heroica e  um conjunto de regras dotadas de um espírito old school.

1- Jogos mais Desafiadores

O primeiro ponto que mais me chamou a atenção em jogos old school foi o nível de desafio que é inerente ao conceito do jogo. Eu sempre me incomodei com o efeito super-herói, por vezes quando jogava D&D 3ed. ou D&D 4ed. os personagens mais pareciam saídos das páginas de uma HQ, algo que me frustrava bastante. Em minha opinião, não havia aquilo os ingredientes que tornavam a viagem por um mundo medieval fantástico realmente excitante, pois após alguns níveis o perigo, o medo, a cautela e a coragem davam lugar a bravura insana de heróis que mais se assemelhavam aos heróis de Dragon Ball Z do que aos personagens de Tolkien.

2- Simplicidade e Improvisação de Regras

A carga de poder dos personagens sempre vem acompanhada com uma carga grande de regras que possam sustentá-la e, por favor não me levem a mal, sempre tive dificuldade com a enxurrada de regras, que sempre me impedia de fazer algo que gosto muito que é improvisar alguma mecânica em torno do desejo do jogador. A verdade é que regras muito robustas me travam, principalmente hoje na fase adulta da vida. Como os personagens são mais simples em quesito de regras e poderes, sou mais livre para lidar com eles, assim como meus jogadores também o são na hora de bolar ações dentro do universo que ocorre o jogo.

3- Menos Tempo de Preparação

As regras mais simples permitem algo que valorizo muito, o menor tempo de preparação possível. Quando começo a ler um jogo e percebo que ele requererá de mim uma boa parcela de tempo eu o reprovo pelo simples fato de que nas atuais circunstâncias não poderei dar o que ele precisa para me trazer diversão. Em minha atual campanha, há dias que apenas penso na história e todo o resto flui pelo simples fato de que as regras não carregam grande robustez, apenas o necessário em minha opinião para que uma boa narrativa seja desenvolvida

4- Facilidade para Adaptações

Jogos com uma pegada mais Old School também me permitiram fazer com bastante facilidade algo estimado por todo mestre de RPG: adaptar coisas dos mais variados lugares aos seus mundos de campanha. Um exemplo disso são as adaptações de Kamen Rider e Jaspion que fiz para o Space Dragon.

5- Bastante Material Gratuito

 Por fim, se um dia eu resolver nunca mais comprar material de RPG, mas continuar jogando, eu poderei sem dificuldades já que  parte dos jogos old school podem ser encontrados de maneira gratuita na internet. Além disso, com este tipo de jogo eu fico bem na margem da febre de consumo que às vezes atacam os bolsos dos jogadores de RPG "forçando-os" a comprar jogos que nunca jogarão na vida.


Se vocês gostaram deste post não esqueçam de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDODERPG

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Espadas & Punhais o RPG de Fantasia do Falando de RPG para Download






Olá pessoal, nós estamos de volta! Paramos durante dois meses com nossos posts porque, resolvemos por na tela do computador um sonho antigo, um jogo de RPG. Isso mesmo, agora o Falando de RPG tem seu próprio jogo de fantasia e se chamará Espadas & Punhais.

Nossa intenção é disponibilizar todo o material com a melhor qualidade possível e gratuitamente. O jogo será bem simples e voltado para iniciantes ou para pessoas que como eu estão bem cheias de jogos carregados de regras, além disso Espadas & Punhais usará apenas dados de 6 faces. 

O blog servirá de apoio para duas frentes em relação a este RPG: primeiramente o desenvolvimento das regras e apresentação dos pdfs, segundo o desenvolvimento do meu cenário, chamado Reinos e Ruínas que está bem parado ultimamente. 

Como primeiro passo nessa empreitada já está disponível para download o jogo rápido do Espadas & Punhais, um pequeno livreto com 40 páginas que traz o seguinte conteúdo:

  • 4 Raças: Elfos, Anões, Humanos e Halflings
  • 4 Classes: Guerreiro, Mago, Gatuno e Clérigo
  • Regras Básicas, Regras para Magia e Geração de Personagem
  • Monstros e Tesouros
  • Regras para Evolução
Mas, nós não queremos parar por aí, pois queremos as críticas e opiniões de cada um que lê este blog ou acompanha nossa página no Facebook sobre o jogo, pois queremos que ele se torne ainda melhor. Inclusive os planos não são parar no que já está escrito, mas atingir cada uma das seguintes metas:

  • Apresentar 8 Raças com suas culturas e regras
  • Apresentar 12 Classes 
  • Regras Básicas,  Regras para Magia e Geração de Personagem
  • Regras de Combate em Massa
  • Regras para Evolução 
  • Regras para Renome
  • Compendium de Monstros e Tesouros

Posso adiantar que as raças e as classes já estão feitas e inclusive a capa do livro que conterá todo ou parte deste material já está sendo feita por uma desenhista profissional que é nossa parceira. Caso você deseje nos ajudar entre em contato, principalmente se você é diagramador, revisor ou ilustrador, além disso espero os comentários e críticas de todos que resolverem baixar o jogo!



quinta-feira, 28 de maio de 2015

Leia GRATUITAMENTE O Romance Crônicas do Espaço Selvagem




Olá pessoal! Novamente aqui estou com mais um post no Falando de RPG. Hoje, gostaria de compartilhar com vocês um pouco da segunda escrita do meu romance de ficção científica que está sendo disponibilizada por mim em duas plataformas para escritores, o Widbook e o Wattpad. 

O romance foi inspirado no cenário caseiro que estou usando em minhas campanhas de Space Dragon, trata-se de um romance planetário que conta a história de um jovem escravizado por um Império Econômico chamado Meliora. Os Impérios Econômicos são empresas multi-galácticas que controlam também o governo do universo, manipulando mundos e pessoas em prol de seus lucros. 

O romance já está com quatro partes disponíveis para a leitura, meu desejo é que próxima semana mais alguma parte possa estar publicada e postada aqui também. Enfim, espero que gostem da leitura e não deixem de comentar, pois críticas e elogios são importantes nesta jornada.

Deixo aqui um trecho do Prólogo e logo abaixo os links para leitura, até mais!

PRÓLOGO

- Onde está o garoto, Sarah?- a voz de Jeremias estava embargada e trêmula.
- O que aconteceu? Porque você está falando assim?
- Precisamos sair daqui, pegue nosso filho, temos que partir agora.

Os olhos de Sarah pesaram, suas pálpebras poderiam romper em lágrimas a qualquer momento. Jeremias havia passado dos limites. As mãos de seu marido tremiam e sua cabeça virava para os lados a cada segundo, os lábios secos eram lixados por uma língua também seca. Jeremias não conseguia nem sequer sentar, se mantinha parado como um pedaço de madeira torcido.

- Apenas me diga que não está acontecendo o que eu estou pensando Jeremias.- disse, procurando as forças no útero.
- Me desculpe Sarah. Eu não pude controlar, foi mais forte do que minha consciência. - falou seu marido, desabando em lágrimas e grunhindo como um cão sem dono.
- Você apostou nossa casa?! Onde vamos viver Jeremias, já não bastasse sermos subcidadãos e termos que nos virar com o pouco da terra e dos animais que ainda nos restam?
- Filha, me perdoe. Se eu tivesse ganho nós ficaríamos ricos, poderíamos comprar nossa cidadania, mas eu perdi...
- E agora precisaremos sair de nosso lar!- falou Sarah e as lágrimas dançaram sobre seu rosto até alcançar seus lábios, dando sabor para a amargura das palavras.

Mas, Jeremias não respondera aquelas suas palavras. Havia algo mais. Tentou imaginar o que a doença do seu marido havia de ter feito com a família, mas não conseguiu, não havia mais nada de valor, nada mais...


- Não foi a casa que eu perdi no jogo, Sarah...

CONTINUE A LER AQUI OU AQUI

Se você gostou desse ou de outros posts não se esqueça de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDODERPG


quarta-feira, 27 de maio de 2015

+ 5 Livros de RPG Liberados para Download GRATUITO




Olá pessoal! O Falando de RPG tem voltado com tudo nessa nova fase e até agora o post que mais chamou atenção na comunidade de RPG foi aquele que trazia cinco opções de jogos gratuitos liberados para download. 

Sabendo disso e querendo cada vez mais aumentar a qualidade dos posts aqui do blog e também da blogosfera de RPG no geral, vou tentar fazer uma série de posts com jogos gratuitos, então, se você que me lê tem um jogo e deseja um espaço para divulgá-lo entre em contato através do e-mail: alvaro.botelho00@gmail.com com o assunto JOGO DE RPG PARA DIVULGAÇÃO NO FALANDO DE RPG e na próxima lista, incluiremos seu jogo também. 

Agora, vamos a lista


O primeiro jogo que figurará nesta lista é de autoria de um amigo, o Diogo do Pontos de Experiência. Bruxos & Bárbaros é um jogo baseado nas regras do D&D e dos seus retroclones, trazendo assim a simplicidade já bem estabelecida dos jogos chamados Old School, juntamente com algumas novidades bem interessantes. Um jogo bastante completo, o Bruxos & Bárbaros apresenta um cenário de fantasia medieval bem diferente do clássico molde tolkiano, pois se baseia principalmente nas histórias de fantasia pulp, de espada e feitiçaria e fantasia estranha; aqui os jogadores não são heróis, mas aventureiros, caçadores de tesouros, em busca de fama, glória, fortuna e poder.


O Fudge é um RPG que acho bastante interessante, criado por Steffan O'Sullivan e traduzido por Fábio Emílio Costa, este jogo é genérico e apresenta regras bastante adaptáveis que podem ser utilizadas da maneira que convier ao mestre. No fudge os atributos, as perícias e as habilidades ão adaptáveis ao gosto do mestre e da história, existem três modos de criação de personagens e várias opções de como rolar os dados, além de uma opção de como jogar sem rolar dados. 



O Fate RPG também é um jogo genérico que de certa forma bebe muito do Fudge, contudo, seu foco é mais localizado e a experiência de jogo com ele apresenta características que o tornam mais heroico. Bastante rápido, o Fate é um jogo que preza pela história inclusive na criação dos personagens e que coloca seus heróis em destaque através de mecânicas como Stress e Consequências. 


GURPS é um clássico e apesar de nunca ter jogá-lo é inegável seu valor para jogadores mais antigos, disponibilizado para download pela Devir, este RPG genérico não poderia de figurar por esta lista. 



O RPG Cidade Obscura é uma alteração e expansão do hack minimalista de fantasia clássica chamado “Mundo de Masmorras”, onde simulando jogos como Vampiro a Máscara, os personagens encarnam monstros e não heróis. Foi criado por João Mariano,  desenvolvido no âmbito da Semana do Editor do RPGenesis 2013



Se vocês gostaram deste post não esqueçam de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDODERPG

terça-feira, 26 de maio de 2015

NETFLIX compra KAMEN RIDER, JASPION e Outras Séries TOKUSATSU




Segundo o site JBox.com.br , o NETFLIX acaba de fechar uma parceria com a distribuidora Sato Company e brevemente disponibilizará Tokusatsus clássicos, outrora exibidos pela extinta Rede Manchete e também uma série totalmente inédita, incluindo três filmes ambientados no universo desta.

De acordo com o site, as séries que ainda não tem data definida para serem disponibilizadas serão JaspionChangeman,FlashmanJibanJiraiyaNational Kid Black Kamen Rider dentre outras ainda ainda não divulgadas.

A série inédita é GARO, produzida pela Touhokushinsha Film Corporation e exibida originalmente de 7 de outubro de 2005 à 24 de março de 2006, pela TV Tokyo, no horário da 1h30min da madrugada. A série conta a história do herdeiro do título de Garo, o Cavaleiro Makai Dourado que combate as criaturas monstruosas conhecidas por Horrors.

Apesar das datas não estarem definidas, essa é uma ótima notícia e um ótimo momento para se assinar o NETFLIX.

JASPION para SPACE DRAGON



Olá pessoal!

Atendendo aos pedidos de um dos últimos posts, eu trago outra adaptação de um Tokusatsu  para Space Dragon, dessa vez, para alegria da nação, o Jaspion.

Espero que gostem e não se esqueçam de comentar, valeu e até a próxima!



Se vocês gostaram deste post não esqueçam de curtir nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/FALANDODERPG

segunda-feira, 25 de maio de 2015

7 Maneiras de Comemorar O Dia do Orgulho Nerd na Internet




Hoje é o dia do orgulho Nerd, hoje é dia de comemoração! Como não poderia deixar de ser, o Falando de RPG não deixou de marcar presença nesta maravilhosa data e preparou um post com alguns presentes da internet para os Nerds de plantão, para acessar é só clicar nos títulos.



Sem saber o que fazer neste dia ou lendo este post no trabalho e mesmo assim desejoso de usufruir um pouquinho do lado nerd da força? Que tal ler as HQs do Muzinga, um quadrinho brasileiro, de grande qualidade tanto no traço quanto nos roteiros, disponibilizado pela internet e que também conta com outras histórias igualmente interessantes. Rápido, bonito e gostoso de ler, impossível não clicar no link.


Bem, você também pode ir visitar a sessão de contos do meu blog de literatura e ler alguma coisa por lá. Nada melhor do que no dia do orgulho nerd ler um pouco de literatura fantástica, não? Ah, se derem uma passadinha por lá, não esqueçam de comentar.


Nerds adoram filmes sanguinários e action figures, junte os dois, tempere com um pouco de cinema trash, bata tudo no liquidificador e jogue a mistura no fim dos anos 1980, essa é a receita de cinco filmes sensacionais que divertem muito e estão upados no youtube para quem quiser ver.


Nerds também gostam de história, ciência e conhecimentos no geral, ainda mais quando tudo vem de graça. Pois bem, o site domínio público tem um acervo gigantesco de grandes obras, sejam literárias, científicas ou artísticas de um modo geral, se você ainda não conhece, vale a pena conhecer e garimpar com sua perícia nerd aqueles corredores virtuais. 


Continuando na mesma pegada do item 4 que tal viajar pelos museus do mundo sem sair de casa? Isso não só é possível como ficou bem fácil de se fazer com o link do site canal do ensino, vale a pena dar uma olhada, pois coisa boa é o que não falta.


Todo Nerd é um pouco, se não muito, saudosista e um dos grandes objetos desse saudosismo com toda certeza são os jogos eletrônicos antigos, se você é assim, não perca mais tempo, acesse o link e viva ou reviva a experiência de jogos dos consoles clássicos com o emulador online Console Classix.


Todo Nerd gosta de animações sejam elas independentes, japonesas, de heróis ou humor. Então, que tal conhecer um pouco do que rola no festival Anima Mundi? Aqui segue uma lista com algumas das melhores animações do ano de 2012

Bem, quase que o post de hoje não saía, mas saiu.
Espero que gostem e se gostarem não esqueçam de curtir nossa página: https://www.facebook.com/FALANDODERPG





« Página Anterior Página inicial